segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Cuidados com o pré, o durante e o pós-sol



  Há algum tempo a jornalista Marina, da Revista Estar Bem, me mandou um e-mail pedindo dicas sobre os cuidados com o pré, o durante e o pós-sol, tanto para corpo quanto para rosto
  Resolvi compartilhar com vocês o que conversamos:

  - Antes de encarar o sol do verão, como é possível preparar a pele do rosto e do corpo para não terminar a estação com a pele manchada ou ressecada?

  A beleza começa de dentro, por isso é interessante que antes de tudo a pessoa se alimente bem, coma alimentos ricos em betacaroteno (cenoura, abóbora, mamão), licopeno (tomate, melancia) e vitamina C (frutas cítricas) e E (óleos vegetais), principalmente. Esses alimentos fazem uma proteção interna contra os raios solares e ajudam a manter o bronzeado por mais tempo. Também podem ser utilizados os nutricosméticos (que tem a função de nutrir o corpo com concentrados de vitaminas na forma de cápsulas, balas, água com ativos e sprays, por exemplo).

  Um corpo bem nutrido, com as vitaminas e minerais corretos, pode refletir uma aparência mais jovem (pele mais hidratada, protegida; auxiliando a minimizar casos de gordura localizada, celulite, constipação intestinal entre outros).

  Deve-se evitar utilizar na pele produtos que contenha ácido em sua formulação (salvo exceções feitas por seu médico), pois são produtos que ressecam a pele e em contato com o sol podem manchá-la.
  E utilizar o filtro solar sempre, reaplicando várias vezes ao dia (de 2 em 2 horas), pois é ele quem previne o aparecimento de manchas e envelhecimento na nossa pele.


  - É aconselhável fazer esfoliação na pele do rosto ou no corpo antes de encarar o sol? Por quê? Que outros tratamentos são indicados?

  Sim, a esfoliação é indicada desde que tomados alguns cuidados. Ela tem a função de remover nossas células mortas, uniformizar a pele, mas ao mesmo tempo retira nossa proteção natural.   Por isso não deve ser feita no mesmo dia em que você resolve se expor ao sol (na praia ou piscina). Faça no mínimo 2 dias antes de ir à praia, por exemplo. Evite aquelas receitas caseiras que utilizam limão, pois a chance de você ganhar uma mancha é grande. Quando falamos de esfoliação facial devemos evitar os esfoliantes químicos, pois contem ácidos em sua formulação, e preferir as gomagens, os esfoliantes físicos, peeling de cristal e diamante. Para aquelas pessoas que não gostam de pegar sol, mas que utilizam autobronzeadores ou bronzeamento à jato a esfoliação é imprescindível, já que uniformizando a pele o bronzeado tende a durar por mais tempo.

  Uma coisa que muitas pessoas esquecem é que depois da esfoliação devemos hidratar a pele, pois com o afinamento da nossa camada córnea (a camada externa que protege nossa pele), conseguimos absorver melhor os ativos do creme hidratante. Procure um hidratante que você goste (tem pessoas que preferem em creme, outras em óleos, e há as que só conseguem usar na forma de fluído/loção). Grande parte dos hidratantes impede que a água evapore. Além disso, a hidratação é mais efetiva se for realizada logo após o banho, pois aquelas gotículas que ficaram na nossa pele são “atraídas”, e não evaporadas, fato esse importante uma vez que no verão transpiramos bastante, fazendo com que a pele fique ressecada e descame pelo excesso de sol, vento, ar-condicionado, água salgada e cloro. Ou seja, a hidratação também mantém seu bronzeado por mais tempo e deixa a sua pele com aspecto saudável. Devemos lembrar que a principal hidratação que fazemos é de dentro pra fora, então tome bastante líquido, principalmente água.

  Para as pessoas que tem pelos mais escuros ou que querem dar um tom mais dourado a eles recomendo o Banho de Lua. É um protocolo corporal que envolve esfoliação, clareamento dos pelos e hidratação. Pode ser feito 1 dia antes de se expor ao sol e o efeito dura de 20 a 30 dias.


  - Além do filtro solar, o que mais é indispensável nesta época do ano?

  Além do uso correto do filtro solar (aplicar 20 minutos antes de se expor ao sol e reaplicá-lo a cada 2 horas ou depois de se molhar/suar) e de tomar sol nos horários adequados (evitar o horário das 10 às 16 horas, quando a incidência de raios UVB (responsáveis pelo câncer de pele) é maior), é indispensável o cuidado com a alimentação, pois esse é um período do ano que temos 3 grandes festas no Brasil (Natal, Ano Novo e Carnaval), além do período de férias; e as pessoas, de uma forma geral, acabam cometendo excessos (na comida e na bebida). Minha recomendação é que as pessoas tomem cuidado com sua alimentação, bebam bastante líquidos (água, principalmente), procurem ingerir bastantes frutas, verduras e sucos, comidas leves (de fácil digestão) e usem roupas confortáveis nessa época do ano. Além disso, não tentem malhar/praticar exercícios físicos sem o auxílio de um profissional para recuperar o tempo perdido no inverno, pois você pode acabar comprometendo a sua saúde.


  - De que maneira o sol pode ser um aliado da pele do rosto no verão?

  O sol é um aliado quando falamos de obtenção de vitamina D pelo organismo e é a partir dela que fixamos o cálcio em nosso corpo. Entretanto ela só é obtida quando não estamos utilizando nenhum filtro (químico ou físico) na pele. Dessa forma, essa exposição para ser feita da maneira correta, deve ser realizada nas primeiras horas da manhã (7 horas) ou no final da tarde (19 horas) no horário de verão, durante 15 minutos.


  - Há algum horário em que dá para tomar sol sem filtro nenhum?

  Eu não recomendaria que ninguém se expusesse ao sol sem nenhum filtro (salvo no caso acima citado, sobre a obtenção da vitamina D nos horários corretos), pois não sabemos até que ponto a camada de ozônio tem realmente “filtrado” a ação dos raios solares. Devemos lembrar que estamos expostos diariamente a radiação UVA e UVB (mesmo em dias nublados, com chuva, dentro de casa, etc.) sendo imprescindível a utilização do filtro solar em todas as estações, climas, horários, etc. Segundo o INCA (http://www.inca.gov.br/estimativa/2010/index.asp?link=conteudo_view.asp&ID=2) o câncer mais comum no Brasil é o câncer de pele, então prevenção é fundamental.


  - Qual é o fator de proteção indicado para cada tom de pele (há diferença)?

  Os fototipos mais claros precisam de um fator de proteção maior, porque são os que geralmente ficam vermelhos e não bronzeiam (ou bronzeiam pouco e gradativamente), enquanto os fototipos mais escuros podem utilizar fatores de proteção mais baixos. Sugiro que peles claras/sensíveis utilizem FPS maior que 30 e peles mais morenas/escuras utilizem, no mínimo, FPS 15. Se sua pele possui tendência a apresentar manchas (sardas, melasma, etc) utilize fator de proteção maior (mesmo que sua pele seja morena), pois o sol agrava esse tipo de mancha.
  Lembrar também que o filtro solar que utilizamos no rosto é diferente daquele utilizado no corpo, pois são peles com características diferentes.


  - Para quem vai tomar sol com frequência, além da hidratação constante da pele, o que mais é possível fazer para não ressecar?

  Como foi falado anteriormente, muitos são os fatores que geram desidratação da pele no verão (sol, vento, cloro, água salgada, ar-condicionado). A principal maneira de mantê-la saudável é promover hidratação interna (através da água ingerida) e externa (hidratantes) e tentar evitar ambientes que geram esse ressecamento (praia, piscina, ambientes com ar-condicionado). Aproveite e tome banhos rápidos e gelados, pois a água quente e banhos demorados também agravam o problema. Utilize sabonetes neutros ou calmantes, pois sabonetes muito agressivos desidratam (principalmente a face). Evite também os produtos que contenham álcool (encontrado em alguns tônicos e adstringentes), pois eles promovem o ressecamento da pele.


  - Há algo que ajude a manter o bronzeado e prolongá-lo quando acabam os dias de sol? Como?

  A hidratação ajuda a manter o bronzeado, pois evita que a pele descame. Além disso, a pessoa pode fazer uso de autobronzeadores para permanecer com a cor que conquistou no verão. Para isso, deve-se realizar previamente uma esfoliação, principalmente em áreas de pele mais espessa de nosso corpo, como cotovelos e joelhos que tendem a ficar mais escurecidos, para promover um bronzeamento uniforme da pele.


  - Quais são as novidades nas clínicas de estética com relação à pele que são indicadas para o verão e por quê?

  A grande vedete do momento é o tratamento com Ultrassom Cavitacional, que muitos tem chamado de lipoescultura não invasiva. É uma técnica que promete lipólise (quebra da gordura). Outra técnica bastante procurada é a Radiofrequência, que promove aquecimento e reorganização do colágeno, sendo utilizada tanto em tratamentos corporais como faciais.

  Além disso, outros tratamentos que não saem de moda são:

  - Massagem modeladora manual ou com bambu e cremes hiperemiantes ou crioterápicos, que auxiliam na modelagem corporal;
  - Ultrassom: tratamento para a celulite, pois melhora a circulação sanguínea no local;
  - Drenagem Linfática: diminui retenção de líquido, edema (inchaço) e pode melhorar a celulite;
  - Endermoterapia: Auxilia na modelagem corporal e pode melhorar a celulite.

  O ideal seria realizar esses tratamentos antes do verão, para chegar à praia com tudo em cima. Mas, não sendo possível, eles podem ser feitos durante o verão mesmo.


  - Por outro lado, quais tratamentos devem ser agendados apenas para o inverno e por quê? Limpeza, peeling, o que dá para fazer e o que não dá?

  A limpeza de pele pode ser realizada no verão, desde que o cliente não se exponha ao sol nos próximos 2 dias, e que faça uso regular do filtro solar.
  O peeling químico é contraindicado, já que o que promove clareamento de manchas pode tornar a escurecê-las também se não forem tomados os devidos cuidados (principalmente com relação à exposição abusiva ao sol), por isso indico que seja realizado apenas no período do outono e inverno. Uma alternativa para quem quer esfoliar a face nesse período é a utilização de peeling de cristal ou de diamante. Como eles são realizados mecanicamente, promovem uma esfoliação homogênea e deixam a pele com aquela sensação de limpeza e revitalização (o cliente deve fazer 2 dias antes de se expor ao sol).
  Todos os protocolos de hidratação, nutrição e revitalização, tanto para a face quanto para o corpo, são indicados (desde que não contenham ácidos em sua composição). Outro protocolo que se pode realizar é o lifting cosmético, com ativos tensores. É interessante que se procure utilizar também máscaras calmantes, já que a pele é bastante agredida pelo bronzeamento nessa época.
  Todas as massagens são indicadas nesse período, uma vez que as pessoas estão cansadas (física e mentalmente) e precisam recarregar as energias. As que utilizam óleos essenciais também são recomendadas, para promover o equilíbrio físico e mental, desde que sejam tomados cuidados com relação aos óleos essenciais cítricos (que são fototóxicos, ou seja, em contato com a luz do sol podem manchar a pele).
  As drenagens linfáticas são recomendadas, já que nesse período do ano é comum sentirmos maior inchaço e cansaço nas pernas no final do dia, decorrentes do calor, dos longos períodos de compras (Natal) e das viagens. Além de ser uma massagem relaxante, que promove diminuição da retenção de líquidos, ela desintoxica o organismo e auxilia o sistema imunológico.
  As cirurgias plásticas devem ser evitadas nesse período (e feitas durante o inverno), pois no pós-operatório a pessoa deve evitar o sol, uma vez que se suas cicatrizes e equimoses (roxos) entrarem em contato com o mesmo pode acarretar em manchas. Da mesma forma, as depilações feitas com Laser, devem ser evitadas nessa época do ano.


  - De maneira geral, dê por favor dicas para cuidar bem da pele no antes, no durante e no pós-sol, tanto no que diz respeito à estética quanto à saúde.
  O ideal é que tenhamos, durante o ano inteiro, uma vida regrada. Alimentação saudável (com verduras, frutas, cereais integrais, carnes magras, diminuindo a ingesta de sal e açúcar), consumo regular de água (cerca de 2 litros por dia), prática de exercícios físicos, sono de qualidade (tentando dormir e acordar nos mesmos horários, no mínimo 8 horas por noite), cultivar momentos de lazer, fazer controle do estresse (ele é necessário em nossa vida, mas em excesso pode acarretar uma série de disfunções) através de práticas naturais como a aromaterapia, reflexologia, florais de Bach, reiki, massagens, acupuntura, entre outros; evite fumar e beber (além dos malefícios dos vícios, ainda são hábitos que geram radicais livres o que potencializa o envelhecimento da pele e do corpo), faça check-ups anuais.
  Quando falamos na estética facial, especificamente, é importante que tenhamos cuidados diários de higienização da face, com produtos adequados a cada tipo de pele, pois se utilizarmos erroneamente produtos de higiene, maquiagem ou protetor solar para um determinado tipo de pele pode alterar seu grau de hidratação e oleosidade acarretando o aparecimento de comedões (cravos) e pústulas (espinhas) ou ressecamento excessivo, principalmente.
  Enfim, cuide de si, pois todos os nossos hábitos de vida se refletem na nossa pele e no nosso corpo, de maneira positiva ou negativa, só depende de nós. 


Fonte:
Imagem - Getty Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário